A BIODIVERSIDADE ESTÁ AMEAÇADA PELA AÇÃO IMPETUOSA DO HOMEM!

A BIODIVERSIDADE ESTÁ AMEAÇADA PELA AÇÃO IMPETUOSA DO HOMEM!

domingo, 31 de julho de 2011

Japão: terremoto de 6,4 graus atinge prefeitura de Fukushima


Casas soterradas por deslizamento de terra no Japão
Casas soterradas por deslizamento de terra no Japão (AFP)

Um terremoto de 6,4 graus de magnitude ocorreu neste sábado de madrugada em Fukushima, no nordeste do Japão. O tremor foi sentido fortemente na capital, Tóquio. Segundo a agência de meteorologia japonesa, o terremoto ocorreu às 03h54 locais (15h54 de Brasília). Seu epicentro se situou no mar, em frente à costa de Fukushima, e seu hipocentro, a 40 km de profundidade.
Nenhum alerta de tsunami ocorreu, nem foram informados até o momento vítimas ou danos. As autoridades japonesas também não informaram problemas na central nuclear danificada de Fukushima, afetada pelo terremoto seguido de tsunami ocorrido em 11 de março.
As províncias de Fukushima e Nigata sofrem também os estragos decorrentes de fortes chuvas, que chegaram a 500  milímetros em 24 horas, segundo a agência local Kyodo. Uma pessoa morreu e cinco estão desaparecidas. Cerca de 400 mil pessoas tiveram de abandonar suas casas por conta do risco de alagamento.

Na localidade de Tokamachi, em Niigata, um homem de 67 anos morreu quando seu veículo foi arrastado pela crescente de um rio, enquanto outras cinco pessoas estão desaparecidas nas duas províncias.

A Agência Meteorológica do Japão advertiu que uma frente fria levará mais chuvas à zona neste fim de semana.

(Com AFP)

Terremoto de 6,2 graus atinge o leste do Japão
  


Sábado, 30/07/2011 O tremor aconteceu há pouco, mas ainda não á informações sobre danos ou vítimas. Segundo testemunhas, prédios tremeram em Tóquio

_________________________________________________________________

Atualizado em 30/07/2011 

Fortes chuvas deixam 1 morto e 5 desaparecidos no Japão

Cerca de 400 mil pessoas tiveram de sair de suas casas.
Províncias mais atingidas são Niigata e Fukushima, no norte do país.

Do G1, com agências internacionais
Uma pessoa morreu e cinco estão desaparecidas vítimas das fortes chuvas que atingiram nas últimas horas o norte do Japão, segundo as autoridades. Cerca de 400 mil pessoas tiveram de abandonar suas casas por conta do risco de alagamento.
As províncias mais atingidas foram Niigata e Fukushima, onde choveu 500 milímetros em 24 horas, informou a agência local 'Kyodo'.
Na localidade de Tokamachi, em Niigata, um homem de 67 anos morreu quando seu veículo foi arrastado pela crescente de um rio, enquanto outras cinco pessoas estão desaparecidas nas duas províncias.
A Agência Meteorológica do Japão advertiu que uma frente fria levará mais chuvas à zona neste sábado.
Casas são varridas por deslizamento causado pelas fortes chuvas em Sanjo, a norte de Tóquio, neste sábado (30) (Foto: AP) 
Casas são varridas por deslizamento causado pelas fortes chuvas em Sanjo, a norte de Tóquio, neste sábado (30) (Foto: AP)

Em Fukushima, se encontra a central de energia atômica de Daiichi, epicentro da crise nuclear provocada pelo terremoto e pelo tsunami de 11 de março.
Em meados deste mês, a Tokyo Electric Power Company (Tepco), operadora da usina, instalou um teto provisório sobre o edifício de turbinas do reator 3 para evitar que as precipitações aumentassem ainda mais a quantidade de água radioativa acumulada na central.
Isso não impediu que as chuvas torrenciais de um tufão que atingiu a zona há dez dias afetassem os danificados reatores, aumentando a quantidade de líquido radioativo em cerca de três mil toneladas.
Segundo o periódico local 'Yomiuri', esta semana a quantidade de água contaminada acumulada na central chegava a 120.700 toneladas.



  


Sábado, 30/07/2011
Algumas ruas foram completamente tomadas pela enxurrada, que alagou várias áreas. As equipes de resgate retiraram nove mil moradores de casa. Outros 400 mil foram aconselhados a procurar abrigos.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

LIKE-FACEBOOK

VISITORS

free counters

solar terrestrial data