A BIODIVERSIDADE ESTÁ AMEAÇADA PELA AÇÃO IMPETUOSA DO HOMEM!

A BIODIVERSIDADE ESTÁ AMEAÇADA PELA AÇÃO IMPETUOSA DO HOMEM!

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Terremoto de magnitude 5,9 graus atinge Washington



23/08/2011 -

Estados Unidos

Terremoto de magnitude 5,9 graus atinge Washington

Pentágono, Casa Branca e Suprema Corte foram esvaziados por precaução. Não há relatos de danos ou vítimas


Um terremoto de magnitude 5,9 graus na escala Richter sacudiu a costa leste dos Estados Unidos nesta terça-feira, abalando prédios em Washington e chegando a ser sentido em Nova York. O Pentágono, a Casa Branca e a Suprema Corte foram evacuado por causa do tremor, que, segundo o US Geological Survey, teve seu epicentro perto de Richmond, Virginia, a 139 quilômetros da capital americana.


Leia também: Especialista tira dúvidas sobre tremores de terra


Até o momento, contudo, não há relatos de danos ou vítimas. As torres de controle dos aeroportos internacionais de John F. Kennedy e Newark, localizados em Nova York, foram evacuadas. Segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), o tremor aconteceu às 13h51 no horário local (14h51 em Brasília), mas não apresenta grande profundidade (apenas seis quilômetros).
“É um dos maiores terremotos que já tivemos aqui”, disse à rede americana CNN Lucy Jones, sismologista do USGS. O tremor foi sentido em Filadélfia, Pensilvânia, Nova York e Massachussetts, onde o presidente Barack Obama está passando suas férias. Parte da cidade de Nova York foi evacuada, e o serviço de telefonia foi interrompido.


Pequenos terremotos são sentidos na região central de Virginia de dois em dois anos, em média, sem causar grandes danos. A zona sísmica da região é conhecida por ser cheia de falhas (que causam terremotos), e há ainda numerosas falhas menores em profundidade que não foram detectadas. Contudo, um tremor de magnitude 5,8 é incomum na região - só ocorre a cada 50 anos.


Consequências - O terremoto provocou o fechamento de dois reatores nucleares operados pela empresa Dominion Generation e localizados no centro de Virginia, próximo ao epicentro do tremor, informou a Comissão de Regulação Nuclear dos Estados (NRC, na sigla em inglês). Ambos os reatores foram desativados, mas estão operando com a ajuda de três geradores diesel, indicou à imprensa um porta-voz da NRC, Roger Hannah.


Jim Lo Scalzo/EFE
Torre da Catedral Nacional de Washington que foi danificada após terremoto

Torre da Catedral Nacional de Washington que foi danificada após terremoto


Além disso, a Catedral Nacional de Washington, o edifício mais alto da cidade, teve três pináculos na torre central da construção quebrados. Há ainda um quarto pináculo danificado que está inclinado e a torre central do edifício, que é do tamanho de um prédio de 30 andares, sofreu danos menores. A embaixada do Equador também teria sido atingida, mas ainda não há detalhes sobre o ocorrido.
(Com EFE e France-Presse)





Geofísica

"Terremoto que atingiu os EUA é raro", afirma especialista

A costa leste dos Estados Unidos fica em uma região mais estável, longe do encontro de placas tectônicas, como o Brasil

Marco Túlio Pires
Funcionários evacuam prédios em Nova York após terremoto Funcionários evacuam prédios em Nova York após terremoto (Spencer Platt/Getty Images)
O terremoto que teve epicentro em Richmond foi 100.000 vezes menos intenso que o de Fukushima, que atingiu o Japão em março


O terremoto que atingiu a costa leste dos Estados Unidos nesta terça-feira não foi comum. Apesar de a região ser alvo constante de pequenos tremores, um abalo de magnitude 5,9 na escala Richter só ocorre a cada 50 anos, de acordo com Marcelo Assumpção, professor do Instituto de Geofísica da Universidade de São Paulo. "É uma estimativa. Quanto mais forte o terremoto, mais raro ele é."


De acordo com Assumpção, é por isso que houve tantas reações ao tremor. "A costa leste não está acostumada a tremores como a oeste. Por isso as pessoas se assustam mais". A região está muito longe do encontro de placas tectônicas, áreas mais sensíveis aos tremores. "A costa leste é uma região mais estável, como o Brasil", afirma Assumpção. 


Mesmo longe do encontro das placas tectônicas da América do Norte, os terremotos ocorrem na costa leste porque a crosta está sujeita a pressões muito grandes, explica o professor. "A placa está sendo pressionada na direção leste-oeste. Quando essa pressão a faz trincar, ela treme e causa terremotos".


Assumpção explica que o terremoto que teve epicentro em Richmond, no estado de Virgínia, e abalou a capital Washington, foi 100.000 vezes menos intenso que o de Fukushima, que atingiu o Japão em março. "Como foi um terremoto raso, com apenas 6 quilômetros de profundidade, é possível que algumas estruturas próximas ao epicentro tenham rachado", disse Assumpção. De acordo com o especialista ele foi sentido em um raio de até 300 quilômetros e pode ter causados estragos em um raio de 20 quilômetros.


A costa leste dos Estados Unidos já viu terremotos mais fortes. O mais intenso, de 7 graus na escala Richter, aconteceu no estado da Carolina do Sul em 1886.
O Brasil já teve tremores parecidos com o que atingiu os EUA nesta terça em 1955: ambos com magnitude de 6,2 graus na escala Richter.


O tremor em solo americano foi sentido por equipamentos brasileiros. A Universidade de São Paulo está implantando uma rede de detecção sismográfica e os aparelhos localizaram o epicentro e calcularam a magnitude automaticamente. O Instituto de Geofísica ficou sabendo do terremoto momentos depois que ele ocorreu.
Saiba mais sobre tremores de terra no vídeo abaixo:
clique aqui: http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/terremoto-que-atingiu-os-e...






 




Extraído de: http://veja.abril.com.br/noticia/internacional/terremoto-de-magnitu...
http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/terremoto-que-atingiu-os-e...



23 ago 2011 - 15h22

Forte terremoto sacode Estado da Virgínia, nos EUA

Dados recebidos da Rede Sismográfica Global (Iris-GSN) mostram um violento terremoto de 5.9 graus de magnitude ocorrido no Estado da Virgínia, nos EUA as 14h51 pelo horário de Brasília (23/08/2011). O poderoso tremor teve seu epicentro estimado a 6 km metros de profundidade, sob as coordenadas 37.97N e 77.96W. O mapa abaixo mostra a localização do epicentro.








Extraído de: http://www.apolo11.com/terremotos_globais.php?titulo=Forte_terremot...


Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

LIKE-FACEBOOK

VISITORS

free counters

solar terrestrial data