A BIODIVERSIDADE ESTÁ AMEAÇADA PELA AÇÃO IMPETUOSA DO HOMEM!

A BIODIVERSIDADE ESTÁ AMEAÇADA PELA AÇÃO IMPETUOSA DO HOMEM!

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Coloração Avermelhada das Auroras Boreais Intriga Astrônomos




Uma massa gigante de plasma, cuspida pelo sol na manhã de sábado, atingiu a Terra na tarde desta segunda-feira, causando um espetáculo de luzes coloridas, que raramente os observadores do céu puderam observar.

A ejeção de massa coronal (CME) atingiu o planeta, aproximadamente as 2:00 horas do dia 24 de outubro, informou o Spaceweather.com.

O impacto comprimiu fortemente o campo magnético da Terra. Além disso, atingiu satélites com fortes ventos solares e plasma e desencadeou uma intensa tempestade geomagnética. Segundo astrônomos estas foram as melhores luzes do norte já vistas desde 2004.

O Spaceweather.com relatou casos de avistamentos de auroras, que se estenderam através dos Estados Unidos, do Novo México e Califórnia para o Kansas, Iowa, Maryland e Nova York.

O evento atingiu o nível G1 na escala de clima espacial e tempestades geomagnéticas do NOAA, o menor nível em uma escala de cinco pontos. Quando tais tempestades atingem níveis G5, o NOAA adverte para observar problemas com a rede elétrica e problemas com naves espaciais e satélites.

Flutuações fracas na rede de alimentação elétrica podem ter ocorrido durante a noite como resultado da tempestade de nível G1 desta segunda-feira.

Observadores do céu no sul dos EUA, relataram terem visto visto uma cor vermelha incomum no céu, um evento raro e não totalmente entendido, que às vezes aparece durante as tempestades geomagnéticas intensas.

Fontes: Spaceweather.com e Fox News

Direitos Reservados - Projeto Quartzo Azul ©©: http://projetoquartzoazul.blogspot.
O índice Kp teve pico 7 em 24 de outubro, caindo para 6 e 5 no dia 25.

 Aurora boreal é flagrada no sul dos EUA e surpreende especialistas

Caçador de tormentas registrou as imagens no céu do Arkansas
Foto: Brian Emfinger
Fenômeno não era visto na região há muitos anos, disse cientista da Nasa

Um fotógrafo americano caçador de tormentas capturou imagens de uma aurora boreal formada no céu do Arkansas, no sul dos Estados Unidos, ainda na noite de segunda-feira, mas as fotos foram divulgadas somente na terça.

Moradores de Kentucky e da Geórgia também relataram suas observações do espetáculo celeste a estações de televisão na terça-feira. Além disso, uma câmera automatizada da Nasa capturou 20 minutos do fenômeno em tons vermelho e verde na cidade de Huntsville, Alabama.

— São acontecimentos muito raros. Não vemos esse fenômeno na região sul há muitos anos — surpreendeu-se o cientista da Nasa, Bill Cooke.

Diretores do Centro de Prognóstico de Clima Espacial também disseram que não esperavam o alcance do fenômeno até o Sul. O centro monitora as tempestades solares, as quais detonam as auroras boreais.

— O clímax da intensidade ocorreu quando estava escuro ou ao anoitecer nos Estados Unidos, combinado com o céu claro — explicou Bob Rutledge.

Uma aurora boreal se inicia quando uma tormenta solar causa ventos magnéticos. Eles se chocam com o campo magnético da Terra, comprimindo-o. O choque excita elétrons de oxigênio e nitrogênio. Quando esses elétrons diminuem de intensidade, emitem as cores vermelho e verde, disse Rutledge.


Fonte: Clicrbs.com


Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

LIKE-FACEBOOK

VISITORS

free counters

solar terrestrial data