A BIODIVERSIDADE ESTÁ AMEAÇADA PELA AÇÃO IMPETUOSA DO HOMEM!

A BIODIVERSIDADE ESTÁ AMEAÇADA PELA AÇÃO IMPETUOSA DO HOMEM!

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Foguete reentra na atmosfera e produz bola de fogo sobre a Europa


 
26 dez 2011 -

Foguete reentra na atmosfera e produz bola de fogo sobre a Europa


Uma gigantesca bola de fogo assustou muita gente em diversas cidades da Europa na véspera de Natal. Muitos acharam que o bólido era um grande cometa ou meteoro prestes a se chocar contra a Terra, mas na verdade era mais um pedaço de lixo espacial reentrando na atmosfera.

 

A bola de fogo surgiu nos céus da Europa por volta das 16h26 UTC (14h26 pelo horário de Brasília), depois que o estágio superior de um foguete do tipo Soyuz atingiu a altura orbital crítica e se rompeu na alta atmosfera. O evento foi rápido, mas pode ser visto por milhares de pessoas na Alemanha, Holanda, França, Luxemburgo, Suíça, Bélgica, Itália, Dinamarca e República Tcheca.

O foguete foi lançado do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, no dia 21 de dezembro de 2011. A bordo da nave estavam o cosmonauta russo Oleg Kononenko e os astronautas Don Pettit, da Nasa e Andre Kuipers, da Agência Espacial Europeia. O objetivo do voo era levá-los à estação espacial Internacional, ISS.

Após entrar em órbita e colocar o módulo com os tripulantes a caminho da ISS, o estágio superior - oficialmente chamado Soyuz R/B 38037/2011-078B - ainda permaneceu em órbita por alguns dias. Por estar em baixa altitude, a nave sofre a influência do forte arrasto na atmosfera superior e lentamente perde altitude a cada revolução.

Essa é dinâmica é normal e esperada para esse tipo de voo e em pouco tempo a nave atinge uma altitude crítica e se incendeia na alta atmosfera.

Normalmente, a reentrada dos foguetes Soyuz com destino à ISS se dá sobre áreas pouco populosas, mas algumas vezes pode ocorrer acima de porções continentais, permitindo que milhares de pessoas acompanhem a queima do foguete.

Apesar de ter sido um fato inesperado para os habitantes europeus, a queda do foguete já estava bem calculada e prevista pelo aplicativo Satview-Apolo11, que alguns dias antes já informava o dia e hora da reentrada com menos de 100 minutos de margem de erro, além de ter ficado em destaque na capa do Apolo11.com.


Vídeo: Estágio superior do foguete Soyuz R/B 38037/2011-078B no momento em que cruzava em chamas os céus da Alemanha, em 24 de dezembro de 2011. Crédito: Youtube, Apolo11.com

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

LIKE-FACEBOOK

VISITORS

free counters

solar terrestrial data