A BIODIVERSIDADE ESTÁ AMEAÇADA PELA AÇÃO IMPETUOSA DO HOMEM!

A BIODIVERSIDADE ESTÁ AMEAÇADA PELA AÇÃO IMPETUOSA DO HOMEM!

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

"Brasil - O País do Futuro"

 

 

"Brasil - O País do Futuro"

‎"Brasil - O País do Futuro"
"Todos os brasileiros já ouviram essa frase e sabem que o Brasil é realmente o país do futuro. Há alguns anos, esse ditado era motivo de piadas e chacotas nos programas de televisão, mas também existe outro ditado que diz: 'Em toda brincadeira existe sempre um fundo de verdade'.
Pois bem no fundo, no íntimo, no inconsciente coletivo do povo brasileiro, isso é uma verdade, só precisa agora se tornar consciente. Há décadas afirmamos isso: 'O Brasil é o País do Futuro'. Mas poucos pararam para pensar quão perto está esse futuro.
Da mesma maneira que dissemos durante a leitura que cada pessoa individualmente cria seu futuro e sua realidade pela força da palavra, das intenções e do pensamento, uma família, uma cidade, um Estado e um país inteiro também podem construir. Não só constrói um futuro dessa forma, como passa a ter um poder extremamente forte, com o poder intencional potencializado por milhões de mentes criativas com desejos e sonhos unidos em uma mesma intenção de crescimento. Os grandes chefes de Estado e presidentes das grandes potências atuais construíram seus países assim, mostrando o caminho do crescimento, fazendo que seu povo acreditasse nesse poder, unindo-os assim em prol de uma mesma intenção semelhante. Os países não são feitos de políticos e sim do seu povo, mas a responsabilidade dos governantes é mostrar as reais intenções, direcionar, entusiasmar as pessoas e montar um exército pensante e ativo. Os grandes empresários brasileiros sabem disso e estão quebrando paradigmas antigos, crescendo em ritmo extremamente acelerado, por um simples fato: eles entenderam que as empresas não são feitas de produtos, prédios, máquinas, e sim de pessoas, e sabem que o lucro é o resultado direto do trabalho delas. Desse princípio partem todos os outros secundários, por isso nosso país está no início de uma grande preparação rumo a um grande salto.
Quando uma união pensante coletiva se estabelecer verdadeiramente, e isso está tomando forma, tornar-se-á algo praticamente indestrutível e a certeza reinará absoluta. Por isso, o que dissemos nessas palavras não é um estereótipo de profecia, um presságio ou uma previsão mística, é simplesmente um fato que todos nós brasileiros sabemos e devemos acreditar que já é real.
Como descrevemos no início deste livro, o tempo é só um portal, o que for para ser já é. Portanto, o futuro já está construído aqui mesmo no presente, pois ele do presente depende.
A confiança e a certeza de que o Brasil será o país do futuro não está somente em nossas mentes (os autores deste livro), está na mente de todos. A vibração positiva e a certeza do nosso potencial já são reais e isso ninguém mais poderá extinguir.
Faça um teste você mesmo. Ao sair de casa, faça essa pergunta para os idosos, jovens, homens e mulheres e até para as crianças que encontrar: 'Qual é o País do Futuro?'
Fizemos esse teste e a resposta foi unânime: 'O Brasil!!!'.
Porém, são respostas movidas ainda pelo inconsciente das pessoas. Elas sabem que o Brasil será o país do futuro, mas, se perguntar para as mesmas pessoas quando será esse futuro, obterá as mais diversas respostas. Algumas dirão daqui a 30 anos; outras dirão daqui a 50 anos; algumas, daqui a 70 anos e tantas outras dirão que não sabem, há aquelas que também dirão que nunca pararam para pensar nisso. É preciso então torná-las conscientes de que o futuro para o Brasil, o futuro próspero abundante e pacífico, este próximo, que é agora, daqui a quatro ou cinco anos. é necessário enfatizar e trazer essa resposta para fora, torná-la consciente para as pessoas.

Em razão da luta e perseverança de um povo batalhador que há séculos buscou a independência, a liberdade de escolha e de expressão, que lutou pela democracia, graças a esse povo e às pessoas inigualáveis e transformadoras, podemos hoje começar a vislumbrar o renascimento de um novo país. Dentro de cinco anos esse país estará entre os mais importantes do mundo, econômica, cultural e espiritualmente. Estamos ainda em fase de preparação e precisamos atingir muito rápido, pois os portais se abrirão e a partir de 2010 tudo começará a surgir como uma grande avalanche. O Brasil entrará em uma espiral ascendente de crescimento sem limites à vista. Uma avalanche de prosperidade regada de novas possibilidades e oportunidades nunca antes vistas virá, mas devemos agir, e essa ação deve ser direta e precisa. Direcionada inteiramente ao conhecimento acadêmico, aprimoramento científico e tecnológico e uma forte educação de base. Isso será primordial e essencial; se o fizermos, o futuro responderá às ações presentes e tomará novas diretrizes. Certamente nos empenharemos, pois o Brasil depende de nós.
Você deve estar se perguntando:
'Mas isso é muito estranho! Durante toda esta leitura vimos que temos de nos aperfeiçoar espiritualmente e nos harmonizar como pessoas, encontrar o nosso propósito pessoal e usar nossa intuição. e agora diz que temos de aprimorar o conhecimento científico racional?'
A resposta é sim, o aprimoramento espiritual é essencial e sem ele não chegaremos a lugar nenhum. Um indivíduo deve sempre se manter alerta, intuitivo e espiritualizado. Mas, quando falamos de um todo, de um país, passamos a falar de um novo organismo muito maior e mais homogêneo, uma somatória de todos. O Brasil no seu todo está espiritual e intencionalmente muito evoluído; os pensamentos dominantes dos governantes, políticos e empresários são de expansão progressiva e contínua, não só para o lado material financeiro, mas também movidos em prol da população. Logicamente existem as exceções, os gananciosos e os corruptos, esses com o tempo perderão seu espaço e aos poucos sumirão.
O Brasil é um dos grandes berços da espiritualidade no mundo, juntamente com a Índia e a China. São exatamente esses países, com o Brasil, que já estão fazendo a diferença e atraindo olhares espantados ao redor do mundo. Serão esses os grandes países que alavancarão o Planeta a partir de 2012. Não somente pelo poder econômico que exercerão, mas principalmente pela responsabilidade a estabelecer uma nova ordem mundial, um novo sistema comercial, econômico, industrial e tecnológico muito mais evoluído e adequado, capaz de reequilibrar o meio ambiente, manter os recursos naturais, descobrindo novas formas de geração de energia e desenvolvendo tecnologias de vanguarda na produção de biocombustíveis renováveis e limpos. Essa nova ordem modificará hábitos, culturas e estilos de vida, pois será totalmente inovadora. Este é um dos pontos mais importantes em que se inclui o Brasil, no comportamental, no cultural e no espiritual.
O Brasil será o grande exemplo a todos, derrubando definitivamente as barreiras do preconceito entre os povos. Mostrará ao mundo que é possível viver em um mundo desprovido do medo, o criador de todas as guerras. Lembre-se: a Era do Medo cessará em 2012 e teremos muita responsabilidade nessa transposição que dará lugar ao compartilhamento, extinguindo-se a segregação. Portanto, o mundo estará nas mãos dos países espiritualmente mais fortes e, por sua vez, mais preparados. Logicamente isso não se fará do dia para a noite, nem em um ano ou dois. Não devemos nos preocupar com isso. Tudo terá seu tempo específico.
O importante agora é refletir sobre nossos antepassados, acerca de nossos ancestrais, que construíram nosso país e foram os responsáveis por grande parte do que somos hoje. Devemos ser gratos a todos sempre.
Felizmente as grandes empresas já há algum tempo estão percebendo a importância das pessoas e do bem-estar que elas necessitam. Antigamente os funcionários eram tratados, como máquinas, quanto mais um operário produzisse, melhor ele seria; era uma questão meramente quantitativa. Daqui em diante, o que importará efetivamente às empresas será a qualidade do serviço prestado e não a quantidade; as quantidades devem ser repassadas às máquinas. As empresas estão se aperfeiçoando muito em relação aos empregados e principalmente aos executivos. Agora já estão se adaptando às novas formas de impulsão de recursos e planejamentos nas áreas sociais e, mais recentemente, mostram preocupação direta com o meio ambiente e responsabilidade com o Planeta e a Natureza.
O mundo corporativo sempre é o primeiro a realizar ações e visualizar as tendências mundiais às quais os seres humanos começam a dar maior atenção. Certamente o próximo passo para essas empresas de vanguarda que se preocupam com o bem-estar dos seus funcionários, além do lucro, da expansão física da própria empresa, da preocupação com a boa remuneração dos seus empregados, da preocupação com a parcela mais pobre da sociedade e com o meio ambiente, é identificar quase de forma individual o propósito principal de cada pessoa, de cada funcionário, suas intenções e seus sonhos para dois, três, cinco e até dez anos, formando com eles alguma espécie de acordo nesse sentido. As empresas perceberão que, para se ter e manter um bom funcionário, mesmo que esse trabalho seja periódico, terão de se mostrar realmente preocupadas com o bem-estar e o futuro dessa pessoa e de sua família, como os funcionários também terão de se mostrar envolvidos em prol dos objetivos da empresa, e não só pelo salário que receberão. Será uma forma de troca e não de submissão. Se o funcionário não estiver envolvido com as intenções e os objetivos da empresa, ele será excluído; da mesma forma, se a empresa, não estiver envolvida com os propósitos do funcionário, ela não será suficientemente boa para que ele desenvolva todos seus potenciais. Muitas delas tentam fazer um compartilhamento com seus funcionários, por meio de festas, eventos e confraternizações, geralmente nos finais do ano. Isso agrada, mas é momentâneo e pouco convincente. A maioria dos empregados se queixa das empresas nesse ponto, dizendo trabalhar muito por algo que não é realmente deles. Muitos se mantêm no emprego somente pelo dinheiro, não gostam do que fazem, não se identificam com o trabalho, e assim por diante. Mas qual o problema nisso? Você mesmo pode responder, mas vamos ajudá-lo:
* Desperdício de energia vital que poderia estar sendo usado com outro propósito;
* Perda da força criativa;
* Frustração;
* Cansaço extremo e aparente;
* Distanciamento do seu centro de sinergia e, consequentemente, desequilíbrios emocionais. A partir daqui a lista começa a se estender drasticamente.
Muitos pedem demissão de bons e promissores empregos por se sentirem como peças sobressalentes que a qualquer momento podem ser substituídas. Realmente querem trabalhar, mas não só receber dinheiro por isso. Muitos não têm sequer consciência disso e mantêm o ritmo frenético de trabalho, estressando-se sem conseguir enxergar um horizonte que na maioria das vezes está a um palmo dos seus olhos. Suas famílias, por decorrência, sofrem e se tornam vítimas de um ciclo vicioso. É difícil generalizar, mas o ponto principal é que as pessoas são pessoas, as empresas são formadas delas e não apenas das suas máquinas e dos produtos que fabricam. Elas existem para servir as pessoas. Tudo o que criamos e desenvolvemos é fabricado com um único propósito, para o bem-estar das pessoas. Por isso, antes de tudo, o mais importante são as pessoas, mas ainda vemos as empresas, os governos, os bancos, seus sistemas e seus produtos com a máxima prioridade esquecendo "por que" elas foram realmente criadas. Devemos recolocar o espírito sobre a matéria e não matéria sobre o espírito.
Compartilhar e participar será a palavra de ordem, e o setor de maior importância e que deverá adaptar cada vez mais será, sem dúvida, o de Recursos Humanos. As pessoas querem dividir seus sonhos e ideais e as empresas deverão definitivamente participar de todas as formas em todos os aspectos. Isso transformará a vida das empresas como um todo, tornando o trabalho muito mais prazeroso pelo simples fato de ser compartilhado, resultando em um maior rendimento da produtividade, em uma via de mão dupla (dar e receber). Será isso uma utopia? Veremos!!
Vivemos realmente no paraíso, temos tudo que precisamos para entrarmos bem equipados nessa Nova Era. A natureza foi generosa conosco, aqui tudo brota, tudo floresce e cresce. A água doce brota pelos quatro cantos do território. Não temos catástrofes naturais de nenhuma espécie, novas riquezas minerais tão necessárias no mundo são descobertas a cada dia, enfim, além de tudo isso ainda temos um povo batalhador que está preparado, pois já enfrentou as mais diversas dificuldades durante muito tempo. Passou crises intensas e gigantescas e já consegue distinguir o bom do ruim, o certo do errado, saberá, portanto, escolher os melhores caminhos a seguir. Basta concientizar-se. "Ah, mas existe muita violência, muita corrupção neste país…" essa frase pode se prolongar muito realmente, mas não importa, aos poucos isso tudo vai se extinguindo. Somente o tempo e a conscientização das pessoas em não lutar contra a violência e sim difundir a paz entre a nossa nação é que reverterão tal situação.
Vamos parar de focar na violência e nas doenças e de continuar alimentando a indústria do medo que delas depende, e essas são muitas. Vamos focar na prosperidade, no mar de oportunidades que surgirão, nos sonhos individuais que todos poderão realizar, nas pessoas que poderemos ajudar. Vamos parar de reclamar e agir conscientes. Tudo está pronto para emergir. Não vamos nos prender na esperança, pois quem vive esperando sempre estará à espera. Vamos acreditar que o Brasil é o país do futuro.
Quando sair de casa, observe as crianças; pare e olhe dentro dos olhos delas por alguns segundos e medite. Serão exatamente elas que daqui a 15 ou 20 anos estarão aqui, comandando as grandes empresas, tomando a frente de nosso governo e liderando nosso país. Serão elas os grande executivos, artistas, intelectuais, professores, ecologistas, físicos e químicos do futuro.
Tudo está sendo preparado especialmente para que elas assumam.
Sejam bem-vindos esses pequeninos grandes homens e mulheres!”

ps.: Texto extraído do livro: "2012 A Era de Ouro, Olhos Eternos", autores: C. Torres e S. Zanquim/canalização Tania Resende; Ed. Madras.
Eu Sou Silvio Salzedas

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

LIKE-FACEBOOK

VISITORS

free counters

solar terrestrial data