A BIODIVERSIDADE ESTÁ AMEAÇADA PELA AÇÃO IMPETUOSA DO HOMEM!

A BIODIVERSIDADE ESTÁ AMEAÇADA PELA AÇÃO IMPETUOSA DO HOMEM!

terça-feira, 24 de julho de 2012

Astrônomo registra alinhamento oculto entre Júpiter e a Lua



Astrônomo registra alinhamento oculto entre Júpiter e a Lua

Enquanto a maioria das pessoas curtia a belíssima conjunção entre a Lua, Vênus e Júpiter ocorrida na manhã do dia 15 de julho, outro evento muito interessante também podia ser visto com auxílio de um pequeno telescópio. Ali, bem na nossa frente diversos objetos estavam alinhados em um verdadeiro desfile em andamento no Sistema Solar.
Conjunção Lua e Júpiter e Luas galileanas
Clique para ampliar
Era impossível não ver a magnífica conjunção celeste na manhã de domingo. Afinal, era só olhar para o céu antes do nascer do Sol e os três astros eram facilmente identificados. Eram tão brilhantes que mesmo sem querer podiam ser contemplados.
O interessante daquele momento é que além da nossa Lua, Vênus e Júpiter, muito mais objetos estavam presentes na mesma cena, mas só podiam ser observados com auxílio de uma pequena luneta. Ali, bem na nossa frente todas as luas galileanas estavam alinhadas com o gigantesco planeta Júpiter e a Lua, aumentando ainda mais a beleza da conjunção.
Sabendo que um evento ímpar estava acontecendo no céu, o astrofotógrafo Cristian Fattinnanzi não perdeu tempo e tratou logo de registrar aquele momento. Enquanto a maior parte das pessoas tentava fotografar a conjunção enquadrando todos os elementos ao mesmo tempo, Cristian apontou seu telescópio somente para a Lua no exato momento em que Júpiter se juntava a ela. E o resultado não poderia ser outro.
A cena foi captada na cidade de Montecassiano, na Itália e mostra além da Lua os quatro maiores satélites de Júpiter - chamados luas galileanas - em um alinhamento quase perfeito.
Na cena, o lado crescente iluminado da Lua está superexposto enquanto a área sombreada, mas fracamente iluminada pelo reflexo da Terra aparece ligeiramente visível, alinhada Junto às luas Calisto, Ganimedes, Io e Europa, com Júpiter no meio delas. Apesar de parecerem estrelas, Calisto, Ganimedes e Io são maiores que a Lua da Terra, enquanto Europa é ligeiramente menor.
Também quero
Se você gosta de fotografia, as câmeras digitais modernas permitem que as luas jupterianas sejam registradas com relativa facilidade.
Para isso é necessário que você tenha uma câmera com capacidade de zoom próximo a 40 vezes e um pequeno tripé.
Ajuste sua câmera para modo noturno ou então regule-a para máxima abertura possível e tempo de exposição mínimo de 5 segundos.
Aponte sua câmera para Júpiter e aplique o maior zoom que puder. Ajuste o disparador para tirar a foto alguns segundos após clicar o botão (auto-retrato) e pronto. As Luas de Júpiter aparecerão na sua foto!
Bons céus!
Fotos: No topo, imagem feita em 15 de julho de 2012 pelo astrofotógrafo Cristian Fattinnanzi mostra a conjunção entre a Lua e Júpiter, com as luas galileanas alinhadas com o gigante gasoso. Acima, mesma conjunção, registrada na cidade de São Paulo pelo astrônomo amador Rogério Leite. Créditos: Apolo11.com. Direitos Reservados É vedada a utilização deste texto Leia nosso Termo de Uso e saiba como publicar este material em seu site ou blog 


Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

LIKE-FACEBOOK

VISITORS

free counters

solar terrestrial data