A BIODIVERSIDADE ESTÁ AMEAÇADA PELA AÇÃO IMPETUOSA DO HOMEM!

A BIODIVERSIDADE ESTÁ AMEAÇADA PELA AÇÃO IMPETUOSA DO HOMEM!

sábado, 25 de agosto de 2012

Imagem diferente revela show de cores em conjunção planetária


Normalmente, quando vamos fazer uma foto do céu a primeira providência a ser tomada é corrigir o foco da imagem, garantindo que planetas e estrelas estejam perfeitamente nítidos Mas e se fizermos exatamente o contrário, desfocando propositadamente os astros? O resultado pode ser ainda mais surpreendente!
Conjunção Saturno, Marte, Spica
Clique para ampliar
Nos últimos dias, o cair da noite nos tem proporcionado um excelente visual do céu noturno e um simples olhar na direção oeste já permite bons momentos de contemplação. Ali, juntos e muito próximos, Saturno, Marte e as estrela Spica brilham na forma de um triângulo imaginário, em mais uma bela conjunção celeste de 2012.
Apesar das distâncias serem bem diferentes, cada objeto do trio de astros parece brilhar com a mesma intensidade, mas um olhar mais atento revela que cada um deles tem uma cor diferente, típica de cada um.
Para tentar registrar as cores de cada astro com maior nitidez, o astrofotógrafo Phil Hart resolveu fazer um experimento bastante interessante e da margem do lago Eppalock, em Victoria, Austrália, resolveu fotografar os objetos, mas de modo a ficarem ligeiramente desfocados, portanto maiores. Para isso Hart apontou sua lente telefoto em direção aos astros e ao invés de focalizar a imagem no infinito, deu prioridade à copa das árvores ao redor.
O experimento de Hart durou cerca de 10 minutos, tempo necessário para que o obturador da câmera permanecesse aberto e registrasse a trilha dos objetos na abóbada celeste. O resultado da longa exposição impressiona e pode ser visto na imagem acima.
Conjunção Saturno, Marte, Spica - Carta Celeste
Clique para ampliar
Na cena, a trilha vermelha de Marte é claramente visível, enquanto o gigantesco Saturno risca o céu de branco em seu movimento rumo ao horizonte. À esquerda, a quente e brilhante Spica, a alfa de Virgem, produz um forte traço azul, típico de sua classificação espectral.
Aqui no Brasil
Apesar de ser uma viagem sensacional, para ver essa conjunção não é necessário viajar até a Austrália. Aqui do Brasil também é possível vê-la e sem precisar gastar nada. É só olhar para o quadrante oeste, aquele em que o Sol se põe, aproximadamente às 19 horas BRT.
Explique aos seus amigos que Marte e Saturno estão em conjunção com Spica, aquela estrela solitária acima da faixa "Ordem e Progresso" da Bandeira do Brasil e que representa o Estado do Pará.
Bons Céus!
Fotos: No topo, conjunção planetária entre Marte, Saturno e Spica, registrada em 12 de agosto de 2012. Acima, carta celeste mostra onde encontrar o trio celeste no Brasil, em 24 de agosto. Créditos: Nasa/Apod, Phil Hart, Apolo11.com. Direitos Reservados É vedada a utilização deste texto Leia nosso Termo de Uso e saiba como publicar este material em seu site ou blog 


Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

LIKE-FACEBOOK

VISITORS

free counters

solar terrestrial data