A BIODIVERSIDADE ESTÁ AMEAÇADA PELA AÇÃO IMPETUOSA DO HOMEM!

A BIODIVERSIDADE ESTÁ AMEAÇADA PELA AÇÃO IMPETUOSA DO HOMEM!

domingo, 30 de dezembro de 2012

KRYON - O TEMPO DA CRIAÇÃO



O TEMPO DA CRIAÇÃO
Uma mensagem de Kryon 
Canalizada por Lee Carroll
em 12 de agosto de 2012 no Cruzeiro Havaiano.
Fonte: http://www.kryon.com/k_channel12_Hawaii-1.html


Para ajudar o leitor, esta mensagem foi re-canalizada [por Lee e Kryon] e complementada, para permitir um entendimento mais claro. Geralmente as canalizações ao vivo têm uma energia implícita que carrega um tipo de comunicação que o texto escrito não traz. Então aproveite esta mensagem melhorada, transmitida no Havaí.
Saudações, queridos
Eu Sou Kryon do Serviço Magnético. 
Não deveria haver nenhum motivo para que meu parceiro sentisse qualquer ansiedade numa canalização como esta. Nas centenas de vezes que ele se sentou numa poltrona e usou o portal através do qual seu Eu Superior penetra, chegou uma mensagem limpa e clara de um mensageiro que lhe é muito familiar. Entretanto, há uma ansiedade – sempre há, quando ele se encontra à sombra da montanha da Lemúria [Havaí]. Pois, embora esta seja uma energia que ele reconhece, ele não reconhece as coisas que estão ocultas dele, que estão no seu próprio Akasha.
Portanto, a energia do local onde vocês se encontram agora está pronta para as informações que desejo lhes trazer e que estão deixando meu parceiro nervoso, só porque ele está em casa e suas lembranças Akáshicas mais profundas estão aqui.
Para os ouvintes e leitores, diremos onde estamos sentados, para que possam entender. Antes de mais nada, estamos sobre a água. Mas, nesta situação em particular [o navio está atracado], não estamos nos movendo. As canalizações anteriores, a bordo destes barcos, foram mais fáceis para o meu parceiro porque ele e os outros estavam se movendo [o navio estava em curso].
Isto é, não havia absolutamente nenhum elemento de aterramento [estavam totalmente separados da terra]. Mas aqui e agora, embora vocês estejam flutuando e embora estejam ancorados, existe uma dicotomia – podemos dizer que estão aterrados, por estarem na presença “estática” [sem movimento] da Grade Cristalina. Esta é uma combinação que produz uma energia única, pois a água é refletiva e assim a energia é de fato semelhante.
Hoje é uma energia refletiva do passado, refletiva da história e refletiva de vocês e do papel que podem ter desempenhado neste lugar onde estão literalmente sentados “à sombra das montanhas da Lemúria”. Se eu pudesse levá-los para trás no tempo, não haveria nenhum porto aqui.
Como já mencionamos antes, os picos destas montanhas eram muito, muito mais altos do que são agora. Pois ocorreu uma anomalia geológica envolvendo o “ponto quente”(1) [atributo da cadeia de montanhas havaianas], que criou uma protuberância que empurrou as montanhas para cima – não totalmente para fora da água, mas o suficiente para que os picos que hoje vocês chamam de Ilhas Havaianas estivessem sempre cobertos de neve e gelo.
(1) NT: Pontos quentes (do inglês hotspot) são locais da superfície terrestre onde existe uma anomalia térmica (o ponto quente ou hotspot), aparentemente associada a fenômenos de convecção térmica que traz magma mais quente das zonas profundas para as proximidades da superfície, que se traduzem na superfície terrestre pela existência de continuado vulcanismo, ou seja, chaminés pequenas de vulcões muitas vezes deixando um rastro que assinala o movimento da placa tectônica sobre a zona de ascensão do magma. Fonte: (http://www.babylon.com/dictionary/)
Até geleiras se formaram aqui na Lemúria (de até 30.000 pés de altura) e era nos picos dessas montanhas que o trabalho considerado sagrado era feito. Hoje se tem uma sensação totalmente diferente na região tropical que vocês agora vivenciam. Mas naquela época remota, aqui era FRIO!(2)
(2) Lee Carroll: Há credibilidade para a possibilidade do “ponto quente” da cadeia de montanhas havaianas ter sido enormemente levantado de uma só vez. Pois recentemente foi descoberto que outro “ponto quente” chamado Yellowstone, no continente dos Estados Unidos, também possui uma “protuberância” na sua história geológica. Ele aumentou a altura das montanhas o suficiente para se formarem geleiras. A montanha elevada do Havaí é a história da Lemúria que vem sendo contada por Kryon há mais de 15 anos, e só recentemente estamos vendo alguma precedência geológica que essa suposta “protuberância” também poderia ter acontecido no Havaí.
Então agora meu parceiro recebe informações a respeito de si mesmo, que ele não conhece. Talvez seja por isso que ele está apreensivo. Ele não gosta do frio até hoje. Por centenas de encarnações, literalmente, ele selecionou as áreas da sua vida que nunca mais o colocariam numa situação onde ele tivesse que vivenciar invernos gelados.
Ele conhece as encarnações que lhe foram mostradas por leitores de vida passada – onde ele esteve e o que ele fez – e até mesmo a sua próxima encarnação – para onde ele irá! Nenhuma delas tem invernos gelados devido ao que aconteceu aqui [na Lemúria].
Meu parceiro – este que está sentado na poltrona, o Ser Humano que é o lemuriano para o qual vocês estão olhando – era um mensageiro. O trabalho do mensageiro na Lemúria era subir e descer correndo estas montanhas, das áreas que não eram tão frias para as áreas lá no alto, que precisavam de comunicação, pois não havia nenhum outro meio eficiente para isso.
Então, ele estava constantemente com frio. Existem lugares desta ilha que ele não visitou hoje por essa mesma razão. Esses locais lhe trazem muitas lembranças de desconforto, que ele carrega no seu Akasha da época em que era lemuriano até hoje. Então agora vocês sabem por que ele é um “homem de clima quente”.
OS TEMPOS DA LEMÚRIA
Esta energia em mudança está agora pronta para revelar muitas coisas sobre a Terra, sobre a Lemúria e sobre como as coisas aconteceram aqui. Cada ano que passa parece clarear a comunicação com a Grade Cristalina, permitindo que lhes seja transmitido algo mais sucinto, de modo que tenham um entendimento melhor do plano que teve lugar neste planeta e quando isso aconteceu.
Este plano sagrado esteve em vigor em outras áreas durante muito tempo. É um plano galáctico, que se graduou para uma energia que inclui vocês. Assim, começou uma coisa neste lugar que era diferente de qualquer outro lugar do planeta. Este plano sagrado foi trazido para a Terra e implementado imediatamente. E abrangia todo o planeta.
Mas foi aqui que ele foi isolado e amadureceu em tal velocidade que criou uma civilização que não poderia ocorrer em qualquer outro lugar. Estava confinada nesta montanha, e os Seres Humanos não podiam sair daqui. Então, literalmente centenas de anos se passaram até que esta montanha em particular fosse empurrada para fora da água e a civilização vivesse sobre ela, o que realmente ajudou a criar o que chamaremos de sementes de almas da Caverna da Criação.
Existem muitos lemurianos despertando neste planeta como almas velhas, que tiveram uma encarnação nesta montanha. E os que estão sentados hoje nestas poltronas estão entre esses. Vocês [os do grupo em frente a Lee] sentirão isto em algum nível; vocês sentem isto. Existem algumas coisas que estão ocultas no esquema deste planeta, incluindo a própria consciência de Gaia, que tem a ver com vocês.
Acabei de mostrar ao meu parceiro o que nós vamos fazer e agora ele está mais ansioso ainda. Porque quando entramos na história, datas e conceitos que ele não viu antes, ele fica nervoso. Ele quer ser correto, preciso e fiel à informação que lhe é transmitida.
Então eu lhe digo: “Mantenha-se claro, simplesmente. As palavras sairão perfeitamente. Elas sairão de forma lógica, pois esta foi a promessa que lhe fiz e sempre cumpri – que a síntese de um ser-energia multidimensional chamado Kryon se fundiria numa confluência de pensamento e energia que criaria uma conversa tridimensional estruturada. Este é o seu dom – a tradução precisa e aterrada do Espírito.”
A LINHA DE TEMPO
Desejo mais uma vez lhes falar sobre a cronologia da semeadura deste planeta e homenagear seus pais espirituais, aqueles que vocês chamariam de pleiadianos. Isso foi confuso no passado, por isto não só lhes dou o cronograma que os ajudará a decifrar o quebra-cabeça de canalizações anteriores, mas também lhes darei um fato do qual nunca falamos antes, que começa a explicar algo no planeta – uma pergunta que nunca foi feita. Esta é uma das minhas especialidades, trazer coisas que ninguém nunca questiona, devido aos conceitos tridimensionais sobre “o jeito que as coisas são”.
Recentemente dissemos que o momento em que o planeta Terra foi semeado com iluminação ocorreu há aproximadamente 200.000 anos. Mas, poucos anos atrás, também lhes dissemos que a Lemúria só tinha 50.000 anos e que as sementes dela estavam aqui no Havaí.
Também lhes demos informações sobre o que aconteceu há 100.000 (na verdade, mais próximo de 90.000 anos atrás). Estas coisas podem parecer contraditórias entre si, se pensarem que as descrições são do mesmo atributo… mas não são. Então vamos começar devagar.
A pergunta que nunca foi feita é esta: “Por que existe apenas uma espécie de Ser Humano no planeta, quando existem centenas de tipos de outros mamíferos? O que mudou na evolução dos Seres Humanos que provocou isto?”
O ENVOLVIMENTO PLEIADIANO
Há cerca de 200.000 anos, quando os pleiadianos vieram à Terra pela primeira vez, a humanidade era um grupo, uma variedade, como todos os outros seres em evolução no planeta. O mamífero chamado Ser Humano tinha muitas variedades de formas. Como acontece com outros mamíferos hoje em dia, a variedade garantia a sobrevivência. Houve até 26 tipos de Humanos, mas acabaram se reduzindo a 17 espécies antes de os pleiadianos chegarem aqui (através dos processos evolutivos normais).
Este era o quebra-cabeça para os pleiadianos, pois, na semeadura do planeta, naqueles tempos remotos, o DNA teve que mudar para possibilitar o complemento espiritual, o DNA pleiadiano. A Humanidade precisava ter uma só espécie de Ser Humano, o tipo que vocês têm hoje, mas também precisava ter o “DNA do cosmos”. Esse tipo de Humano não tem variedade como outros mamíferos da Terra, como vocês já devem ter notado… ou não. Ele é do jeito que vocês são hoje.
Então, de um modo evolutivo, vocês são únicos, diferentes de tudo o que veem ao seu redor. Este processo criou um Ser Humano de 23 cromossomos, enquanto todos à sua volta tinham os 24 dos mamíferos convencionais. Portanto, a fusão das porções do DNA humano para criar os 23 foi o elemento dos pleiadianos que entraram e lhes deram o DNA deles. Neste processo, muitas coisas aconteceram simultaneamente.
Quando um agricultor olha para o seu campo e decide cultivar milho, ele o analisa de modo diferente daqueles que virão a comer o milho. Pois o consumidor do milho perguntaria: “Quando é que o milho existe para consumo?” E lhe seria dito, “Ele existe quando o caule está alto e ele é colhido, cozido e servido à mesa.” Esta seria a história do milho para o consumidor.
Ela começa com a colheita do milho maduro. Mas o agricultor olha para ele de modo diferente. Ele olha para a terra bruta que precisa ser arada e fertilizada, e talvez revirada várias vezes com outras colheitas, para admitir o nitrogênio no solo até que o esterco esteja pronto. Talvez ele o plante e então pegue as sementes, quando elas surgirem, e espalhe-as pela terra novamente; vocês conhecem a história. Então, o agricultor teria uma ideia totalmente diferente da história do milho.
Quer dizer que vocês têm pelo menos duas perguntas e cenários, não é? Quando foi que o milho começou? O consumidor lhes dará uma resposta e o agricultor outra. Então, qual é qual? Depende de quem está perguntando – o consumidor do milho ou o cultivador do milho.
Agora, existe uma terceira pergunta: O que dizer do idealizador (criador) do milho? Quem fez o milho? Quando? Ofereço-lhes isto como um exemplo do motivo das datas serem diferentes. E vou lhes dar todas elas. Depois vou lhes dizer o que aconteceu. Vou ser sucinto e não vou prolongar o assunto.
O PRIMEIRO OLHAR
Há cerca de 200.000 anos foi quando isso realmente começou. O conceito da “semeadura divina” do planeta Terra aconteceu nesse ponto, e os campos começaram metaforicamente a ser arados. Aqui existe uma questão que vamos chamar de “o modo que as espécies funcionam em Gaia”. Isto é algo que aconteceu simultaneamente com a criação da grade de Gaia.
Pois agora lhes damos uma coisa que ninguém nunca pensou.
Quando falamos de grades do planeta, vocês supõem que elas sempre existiram. Como o planeta é velho, vocês podem dizer, “Bem, as grades sempre estiveram aqui.” Mas estou aqui para lhes dizer que apenas uma sempre esteve aqui, e esta é a grade magnética. Mas ela era espiritualmente vazia, isto é, ela só tinha o que era criado a partir do movimento do núcleo da Terra.
Hoje, quando falamos das grades do planeta, nossa conversa envolve a consciência da humanidade, que está impregnada na grade magnética. Também lhes falamos sobre a Grade Cristalina e sobre a Grade da consciência de Gaia. Tanto uma quanto a outra reagem à compaixão Humana.
Agora, eis aqui o enigma: se não se tem a consciência Humana divina, então como ficam as grades? Elas existem sem o Ser Humano? A resposta é que elas precisam ser criadas simultaneamente com a semeadura do DNA divino.
Então o que os pleiadianos fizeram não foi só começar a mudança das sementes da humanidade para o DNA divino, mas eles também criaram as grades conscientes de Gaia. Eles precisaram fazer isso, pois as grades conscientes de Gaia são uma confluência das decisões da humanidade levadas para a energia de Gaia.
A consciência da qual estamos falando é o Ser Humano espiritualmente sancionado, que existe com uma peça de Deus no seu interior e com DNA que tem 23 cromossomos em vez dos 24 comuns, que todos os outros possuem através da evolução biológica.
Vamos recapitular e falar isto de novo de modo mais simples, meu parceiro [advertência para Lee falar claramente].
A tríade de grades deste planeta, das quais falamos várias e várias vezes, são as grades de consciência de Gaia, e foram criadas ao mesmo tempo que a semeadura da humanidade com o DNA pleiadiano. Em todos os ensinamentos que lhes temos transmitido, especialmente sobre a Grade Cristalina, temos dito que essas grades vêm reagindo à consciência e compaixão Humanas. Portanto, a própria essência da energia atual de Gaia também está relacionada com a criação da humanidade.
Estes são os atributos do trabalho dos pleiadianos de 200.000 anos atrás, e ele foi realizado quanticamente de modos dos quais vocês não têm nenhuma consciência neste momento. Pois estas coisas estão além da sua capacidade de entender agora, por estarem ainda numa dimensionalidade de um dígito apenas. Mas o resultado naquele tempo foi uma “Gaia consciente”.
Então podemos dizer que a própria Gaia foi realmente criada quanticamente a partir da energia das Sete Irmãs, exatamente como vocês.
A Gaia que existia antes desse tempo ainda era Gaia, mas não como é agora. Era uma Gaia que estava criando a terra neste planeta e a energia da vida biológica da Terra. Era a mãe de toda a vida no planeta, mas não a Gaia que reagiu à consciência Humana. Esta é bem diferente. Então Gaia se expandiu enormemente quando os pleiadianos vieram para cá, e isto foi proposital.
Levou 110.000 anos para isto se assentar e para a terra estar pronta para mais de 16 espécies de Seres Humanos desaparecerem, de modo que sobrasse apenas uma. A partir do momento em que isto ocorreu, há aproximadamente 90.000 anos, é que podemos começar a avaliar quem eram os Humanos e quem eles se tornaram.
OS OUTROS
E o que aconteceu com todos os outros tipos de Humanos e como eles desapareceram?
Vou lhes falar sobre um atributo que existe ainda hoje. Isto é difícil para o meu parceiro, pois ele ainda não o ouviu antes. Esta informação não foi trazida deste modo antes. Vá devagar, meu parceiro.
As várias espécies neste planeta vêm e vão conforme são necessárias pela energia que elas criam. Então, uma das tarefas de Gaia é criar e eliminar espécies. Quando não são mais necessárias para o propósito do desenvolvimento de Gaia, elas param de existir e desaparecem. Se vida nova é necessária, se novos conceitos de vida são necessários, Gaia coopera e eles então são criados.
A real criação de espécies é algo que os ambientalistas ainda não enxergaram claramente, isto é, o mecanismo do seu funcionamento não é totalmente reconhecido como algo intensamente coordenado com o seu clima. Mas vocês já viram um pouco desse mecanismo em seus estudos a longo prazo, pois já observaram o aparecimento e desaparecimento de muitas espécies através das era. Isto é contínuo.
A CONVENIÊNCIA DA EXTINÇÃO DE ESPÉCIES
Então surge o Homem, vê todo esse aparecimento e desaparecimento de coisas vivas, e quer salvar todas elas – todas as espécies que existem. Pois, na sua mente linear, todas as espécies deveriam permanecer e existir, já que estão aqui. Entretanto, é um atributo de Gaia eliminá-las, se desfazer delas, para trazer coisas novas. Acabei de lhes falar sobre os mecanismos do motivo das vindas e idas das espécies. Isto é apropriado e é um processo de construção natural de novas espécies.
Quando os pleiadianos começaram a criar as grades do planeta, Gaia colaborou no que estava por vir, pois conhecia o propósito e o que era necessário para a sobrevivência desse novo Humano espiritual. Gaia sabia disso, pois sua energia o tinha visto antes [pelo motivo dado mais abaixo].
Então, o antigo atributo, que precisava de muitos tipos de Seres Humanos, lentamente desapareceu. Isso aconteceu naturalmente. Não houve nenhuma guerra; não houve pragas terríveis; não houve nenhum vulcão nem tsunami que os consumiu. Em 110.000 anos, eles foram diminuindo em número e, convenientemente, desapareceram.
Então, cerca de 110.000 anos atrás, restava apenas um tipo. E isto é ciência, pois tudo o que vocês estudam confirma isto, e os antropólogos já o observaram e perguntaram, “O que aconteceu naquele tempo remoto, que eliminou as outras variedades de tipos de Humanos?”
Este é um enigma para a ciência, que eu acabo de responder, porque a ciência só procura eventos físicos como elementos desencadeadores. Mas, na verdade, é o casamento da consciência de Gaia, que vocês chamam de “Mãe Natureza”, que facilita isto.
O mesmo acontece hoje quando vocês veem várias espécies diminuírem, à medida que o Ser Humano assume uma porção maior da Terra. Chamarei isto de “a extinção apropriada de formas únicas de vida, que possibilita o crescimento da consciência global e evolução quântica”.
Algumas espécies existem apenas para permitir que outros subam a escada da natureza; e depois desaparecem. Gaia sabe como é essa escada. Vocês não.
A LIGAÇÃO ESPIRITUAL
Assim, historicamente, esta “criação de um tipo de Humano” também deu início ao mecanismo esotérico do padrão de vida espiritual no planeta, onde se tornou possível medir a energia da alma, uma energia quântica de espiritualidade que é ligada a Gaia. É o mesmo trabalho que vocês estão tentando fazer hoje, pesquisando a história da espiritualidade e se perguntando qual teria sido a intuição do criador desse sistema. A consciência Humana é uma energia quântica e é a soma de todas as almas.
Agora estamos a 90.000 anos atrás. Estamos olhando para o Ser Humano que tem 23 cromossomos… aqueles das Sete Irmãs. Depois disso, levou mais 50.000 anos para esse Humano se desenvolver em um Ser Humano senciente, quântico, que podia formar uma civilização sem nenhum modelo anterior de organização.
É preciso muitas gerações de tentativa e erro para se chegar a isto, embora pareça normal para vocês hoje. Todos os cozinheiros sabem que demora bastante tempo para se cozinhar uma refeição de qualidade. Sem uma receita e nenhum treinamento, quanto tempo seria necessário para que um Humano, que nunca tivesse visto uma cozinha nem ingredientes alimentares, criasse uma refeição digna de um gourmet, apenas através de tentativa e erro?
Isto é semelhante à formação das primeiras civilizações… e as coisas não andavam tão depressa quanto hoje. Esse era o começo da humanidade tentando descobrir como fazer as coisas funcionarem para grupos de Humanos juntos.
A sabedoria é aprendida deste modo, e o tempo é o fogão da refeição da sabedoria.
Os atributos da consciência que os pleiadianos estabeleceram através do Ser Humano de 23 cromossomos, criaram crescimento, e cada geração tornou-se mais sábia com o tempo.
Finalmente, muito depois da Lemúria, o DNA desenvolveria uma eficiência que possibilitaria o que vocês vêm hoje – a divindade no interior do Ser Humano que é reconhecida e percebida quase ao nascimento, e uma população de quase 7 bilhões de pessoas, onde mais de 80% acreditam no mesmo Deus e até na vida após a morte [na civilização atual].
A HISTÓRIA DA LEMÚRIA
Agora estamos a 50.000 anos atrás. Foram necessários outros 20.000 anos para se construírem os Templos de Rejuvenescimento e as almas velhas começarem a aparecer… o tipo do qual vocês fazem parte.
Agora estamos a 30.000 anos atrás. Esta é verdadeiramente a linha de tempo da Lemúria da qual falamos hoje, quando dizemos “A civilização da Lemúria”, pois essa é a Lemúria madura, aquela que desenvolveu a espiritualidade muito mais do que qualquer outra civilização do planeta naquele tempo.
A ilha criou um grupo puro de Humanos espiritualmente semeados. Nós já lhes contamos o resto da história. Quando a bolha da crosta terrestre (que havia levantado a terra) começou a abaixar, a montanha da Lemúria começou lentamente a afundar. Os lemurianos se dispersaram e tomaram os barcos, sem saber se sobraria alguma terra.
Enquanto a Lemúria estava no seu auge, passaram-se milhares de anos em que esta montanha abrigou uma Lemúria imutável, e foi como uma panela de pressão de informações, linhagem, treinamento e experiência. Ela nunca mudava, e o que foi aprendido aqui era diferente de outros lugares do planeta.
Em outras regiões, os Humanos podiam ir em frente e fazer o que bem entendessem. Tudo o que precisavam fazer era pegar suas coisas e ir embora! Mas aqui (Lemúria) não. Portanto, aqui eles eram forçados a encontrar formas de lidar com os problemas comuns da vida em comunidade.
Então este se transformou no lugar que o Akasha da humanidade escolheu para treinar almas velhas.
Um Humano viria aqui apenas uma vez e então voltaria a encarnar em outro lugar do planeta. Assim, houve muitas almas que passaram pela Lemúria nos últimos 20.000 anos, que viveram na base destas mesmas montanhas onde vocês estão flutuando hoje. Isto também explica por que existem tantos lemurianos no planeta agora – pensem nele como uma Escola Pleiadiana.
O DESPERTAR LEMURIANO
Um despertar está em curso, queridos, e este despertar, neste planeta, neste momento, envolve seus irmãos e irmãs que passaram tempos subindo e descendo estas montanhas. Muitas das velhas almas passaram um tempo aqui, e hoje estão por todo o planeta.
Havia um grupo especial de lemurianos que era capaz de usar o Templo de Rejuvenescimento (no topo da montanha) com regularidade. Isto estendeu bastante o tempo de suas vidas. Falei sobre isso durante anos. Eles eram a realeza e os “guardiões dos segredos”. Eles viveram até três vezes mais que a maioria dos outros lemurianos. Mas era preciso que assim fosse, pois eles é que mantinham o conhecimento original. Esta era uma forma de preservar os costumes antigos da Lemúria e manter a informação pura.
Como lhes disse, meu parceiro fica com frio com muita facilidade. Ele esteve no Templo do Rejuvenescimento várias vezes, e daí vem sua associação com Yawee (Dr. Todd Ovokaitys), que alguns de vocês já sabem quem é.
Como mensageiro, meu parceiro era quem levava informações sagradas – os segredos – para fora e para dentro dos Templos. Os lemurianos daquele tempo não queriam compartilhar esses segredos com muitos. Assim, meu parceiro teve uma vida muito, muito longa. Ele continuou sendo rejuvenescido nos templos tantas vezes quanto os da realeza.
Este mensageiro viveu durante muito tempo e passou vidas como uma alma aqui, e durante todo o tempo que esteve aqui, ele sentiu frio. Agora, pela primeira vez, estou dando ao meu parceiro o motivo de ele vir aqui e se sentir tão conectado com esta terra… e por que ele não gosta de ficar com frio!
GAIA FAZ PARTE DE VOCÊS
Gaia e as grades de consciência do planeta foram todas criadas ao mesmo tempo que vocês foram, através das mesmas energias que vocês foram, pela mesma fonte que criou vocês. Hoje, se pudessem ir a um planeta especial que existe na constelação que vocês chamam “das Sete Irmãs”, a constelação que até hoje é celebrada nesta ilha [Havaí], e conversar com eles, veriam algo que reconheceriam.
Eles têm um nome para a energia do planeta deles. Não é “Gaia”, mas é próximo. Eles também têm uma Grade Cristalina e, naturalmente, uma grade magnética. Eles têm uma grade semelhante a Gaia. Eles precisavam ter, porque tudo isso foi transportado quanticamente para cá!
As próprias grades deste planeta, aquelas que estamos chamando de grades de consciência, também são pleiadianas! Agora vocês sabem, e talvez isto seja uma notícia que não esperavam, oferecida a vocês numa energia que só pode ser oferecida quando nos sentamos aqui, à sombra da montanha que costumava ser gelada.
Isto é o suficiente por hoje.
É a sua história, Lemuriano.
Então aqui fica o convite para cada um daqueles que estão sentados à minha frente: quero desafiá-lo neste momento a sentir o que está aqui. Isto, por uma única razão – para que possa ser espiritualmente rejuvenescido e assim seu Akasha possa ser ativado enquanto se lembra.
Deixe que seu corpo valide espiritualmente o que você já suspeita: que você é uma alma velha e existe uma razão para estar despertando agora e para estar nesta viagem em particular [o cruzeiro].
Ah, tem mais, mas isto é o suficiente por agora, isto é suficiente por agora.
E assim é
KRYON

Esta informação é gratuita e está disponível para que a imprima, copie ou distribua como desejar. No entanto seus Direitos Autorais proíbem sua venda de qualquer forma, exceto pelo editor.
Lee Carroll
Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@ig.com.br
Grata Vera!
LUZ!
STELA


domingo, 16 de dezembro de 2012

Duas sondas da NASA irão atingir a Lua na segunda-feria


probes Ebb e Flow, Lua
Amanhã (17/12) a NASA irá atingir a Lua com um par de sondas do tamanho de máquinas de lavar roupas.  Após despenderem meses examinando e coletando dados sobre a superfície da Lua e seu campo gravitacional, as sondas Ebb e Flow irão atingir a superfície à velocidade de 6.050 km/h.
De acordo com a NASA, as sondas estarão sem combustível ao atingir a Lua, assim, uma grande explosão não é esperada.  Mas se houver, não conseguiremos ver da Terra, pois a região do pólo norte do nosso satélite natural que elas irão atingir estará oculta naquela hora, e nem a NASA poderá fotografar.
Ebb e Flow têm orbitado a Lua desde primeiro de janeiro.  Mas agora, no final de suas missões, eles irão ativar seus motores até que fiquem sem combustível, o que permitirá a NASA calcular melhor as necessidades futuras de combustível para outras missões.
n3m3
Colaboração: Tom Gomes


 http://ovnihoje.com

sábado, 15 de dezembro de 2012

Nave X-37B é lançada do Cabo Canaveral


Foi lançada do Cabo Canaveral, Flórida -EUA, na terça-feira (11), a nave espacial não tripulada, da Força Aérea daquele país, a X-37B, com uma missão secreta.

De acordo com a Voz da Rússia, o primeiro vôo da nave, que foi colocada em órbita pelo foguete Atlas V, foi em 2010, quando a nave despendeu 7 meses no espaço.A X-37B, de 8,8 m de comprimento e com asas de 4,5 metros de envergadura, é 4 vezes menor do que os modelos mais antigos de naves espaciais estadunidenses. O aparelho, de cerca de 5 toneladas, é capaz de aterrissar tal como um avião após ter voltado de órbita. A duração estimada de permanência da nave em órbita constitui 270 dias. http://ovnihoje.com/

NAVE MÃE, MYTRE & KEPIER - PARTE 4 - REUNIÃO DA FEDERAÇÃO GALÁCTICA


NAVE MÃE, MYTRE & KEPIER - PARTE 4 - REUNIÃO DA FEDERAÇÃO GALÁCTICA
NAVE MÃE, MYTRE & KEPIER - PARTE 4 REUNIÃO DA FEDERAÇÃO GALÁCTICAPor Suzanne Lie PhDEm 18 de novembro de 2012


Continuação da Reunião da Federação Galáctica
Os Galácticos decidiram que não podiam mais adiar as necessidades dos valentes em nome daqueles que ainda tinham medo.
MYTRE CONTINUA:
Kepier e eu estávamos prestando tanta atenção a cada palavra que era dita que nós não percebemos que as fileiras atrás de nós foram silenciosamente ocupadas.
Foi só quando meu Amigo Arcturiano foi à tribuna e disse: "Bem-vindos, Seres da Terra", que nós nos viramos para ver quantos lugares estavam ocupados.
Não havia somente humanos nesse grupo.
Havia também seres que pareciam baleias e golfinhos, Elementais tetradimensionais e majestosos Seres Dévicos que supervisionavam os Elementais.
Todas as raças diferentes e até linhas temporais estavam incluídas.
Havia um antigo Líder Maia ao lado de um líder do Século XXI.
Havia Lemurianos sentados ao lado de Atlantes e representantes do reino animal em formas bípedes de sua aparência quadrúpede normal.
Havia líderes mundiais, cientistas, líderes religiosos e cidadãos de todas as culturas e áreas da Terra.
Visto que esta sala era multidimensional, como o resto da nave, ela expandia em tamanho, conforme mais espaço era necessário para os convidados que chegavam.
Pareceu que os humanos somente entraram após as meditações de abertura terem concluído.
Provavelmente por causa dos humanos, o Arcturiano usou a linguagem humana sequencial para apresentar os membros da Federação.
Quando o Arcturiano apresentou um soberano parecendo ser Draconiano, que se levantou para revelar mais de três metros de altura, os humanos caíram num silêncio total.
Queridos humanos da Terra, reunimo-nos hoje para liberar os antigos conflitos que surgiram da consciência de separação que invadiu seu planeta.
Nessa consciência de separação, sua sociedade evoluiu para as polaridades do "Poder Sobre os Outros" e "Poder dentro de SI".
O modelo Poder Sobre cria uma realidade baseada em vítima e perpetrador, dominador e dominado.
Por outro lado, o modelo Poder Dentro cria uma realidade de amor incondicional e Consciência de Unidade.
Nós temos muito para lhes contar sobre a natureza da humanidade e como ela é inter-relacionada conosco, a Federação Galáctica da sua Via Láctea.
Seu Planeta Terra pediu para se tornar um membro da nossa Comunidade Galáctica.
Gaia, a Alma da Terra, tem atendido muitas raças emergentes de muitos planetas e sistemas solares de nossa Via Láctea.
Agora a Terra está pronta para ascender para Sua expressão pentadimensional.
Ela deseja levar Seus habitantes com Ela, e todos estão prontos, exceto alguns da humanidade.
Seu humano atual é uma mistura genética de todos os membros da Federação Galáctica que vocês veem sentados à sua frente.
Esta mistura genética inclui o DNA daqueles que vocês têm considerado seus inimigos, isto é, os Zetas e os Draconianos.
Nesta reunião falaremos de seu longo relacionamento com muitas espécies diferentes da Raça Draconiana.
Por milhões de anos, muitos membros do seu mundo batalharam pelo direito de ter OU o Poder Sobre Outros OU o Poder Dentro de SI.
Estas duas batalhas duraram milênios.
Entretanto, assim que um ser encontrava seu Poder Dentro, ele não estava mais interessado em ganhar Poder Sobre Outros.
O Poder Sobre Outros se origina de uma infância impotente, sem amor, em que a sobrevivência era constantemente um desafio, pois alguém ou alguma coisa era uma constante ameaça de sofrimento, ferimento e aniquilação.
A Sociedade Draconiana, que é um mundo Reptiliano, era e é baseada no desafio "o forte sobrevive e o fraco perece".
Havia uma constante seleção de sua sociedade para que somente os muito fortes vivessem até a fase adulta.
Eles nasciam de um ovo que é externo ao ventre materno e deixado na areia para chocar.
Os primeiros a eclodir se alimentavam dos últimos que eclodiam.
Assim, eles tornavam-se fortes o suficiente para dominar os outros.
Assim que obtinham força suficiente por se alimentar com seus irmãos, eles deixavam o perigo da sua área de postura.
Então eles procuravam um local mais seguro para se esconder e se alimentar até crescer o bastante para sobreviver fora de seu esconderijo.
Por causa deste começo, eles cuidavam somente de si e viviam sua vida no domínio dos outros sem piedade ou preocupação pelos fracos.
Alguns dos Dracs prosperavam e continuavam vivendo pelos meios de dominar os outros.
Mas, alguma coisa muito comum começou a acontecer conforme eles passaram mais tempo na Terra.
Havia também os competentes, que normalmente eram dos últimos ovos a eclodir.
Os fortes os tinham deixado, e os animais que se alimentavam de ovos estavam satisfeitos.
Esses últimos a eclodir nasciam para um cenário de matança e destruição.
Alguns ficavam tão enfraquecidos por esta visão e morriam.
Mas outros eram cheios de um tipo de compaixão por seus companheiros mortos.
Os ovos deste grupo de Dracs permaneciam enterrados na terra por mais tempo e tinham mais tempo para amadurecer dentro da casca.
Em outras palavras, eles eram os primeiros a serem postos e os últimos a eclodir.
Assim, eles tinham menos medo quando nasciam, pois eles estavam mais fortes quando deixavam o seu ovo.
Finalmente os Draconianos se juntaram e estabeleceram uma sociedade em que eles podiam explorar sua grande mente científica e metafísica e o senso de humor.
Quando esta subespécie de Draconianos tomou os céus com suas Naves, eles não o fizeram com a intenção de dominar, mas com a intenção de aprender.
Mas por causa de sua aparência eles criavam medo aonde eles iam.
A situação deles chamou a nossa atenção, os Arcturianos.
Nós podíamos facilmente ver os pensamentos e sentimentos desses Dracs e sabíamos que eles eram a chave para curar o medo e a submissão desta Galáxia.
A Guerra Galáctica continuou por muitos milênios com os Dracs Poder Sobre querendo dominar tudo o que eles exploravam.
Por outro lado, nós, os Arcturianos, estávamos orientando os Dracs Gentis e proporcionando um ambiente seguro em que eles pudessem entrar em seu Poder Dentro total.
Porque esses Dracs pareciam com os Dracs bélicos, eles puderam se infiltrar nas fileiras de guerreiros para nos enviar informação e nos ajudar a terminar a Guerra Galáctica.
Eles não se sentiam bem espionando sua própria raça, mas eles não gostavam de ver a decadência de uma grande inteligência e sabedoria de sua espécie.
Finalmente esses Draconianos ascenderam.
Eles retornaram à sua natureza multidimensional e servem na Federação Galáctica.
Entretanto, eles precisam constantemente encarar a pressão do preconceito por causa da violência de sua espécie.
Nós lhes contamos esta história agora porque eles são a chave para alcançar muitos humanos que ainda são influenciados e/ou governados pelo instinto de seu próprio DNA Draconiano localizado em seu "cérebro reptiliano" inferior.
Esses humanos vivem no terror da sobrevivência.
Assim, eles se dão permissão para prejudicar os outros em nome de sua própria segurança.
Alguns desses Drac/Humanos são as vítimas dos Drac/Humanos mais dominantes.
Eles se tornam subservientes porque não estão suficientemente conectados com suas funções corticais superiores que podem criar uma solução para seus problemas.
Além disso, eles se enraízam nas ilusões e no dogma tridimensional que é disseminado para controlar as massas.
Este segmento da população da Terra não está preparado para a ascensão, pois não conseguem ir além dos instintos básicos de sobrevivência de seu próprio ego.
Os Draconianos ascendidos, que se tornaram membros de nossa Federação Galáctica, aprenderam a cuidar dos outros do mesmo modo que eles cuidam de si.
Em outras palavras, eles aprenderam a adotar o amor.
Todos os humanos que podem adotar o amor podem aceitar a ascensão.
Infelizmente alguns humanos estão tão presos no medo que eles não podem reconhecer o amor, muito menos adotá-lo.
Quando o medo se torna o mestre, a fonte de poder se torna externa ao invés de interna.
Quando a fonte de poder é externa, os humanos ouvem àqueles que desejam dominar.
Esses humanos não conseguem se amar o suficiente para permitir que sua Expressão Superior do EU fale em seu Coração/Mente.
Os Draconianos ascendidos podem trabalhar dentro das fileiras do grupo remanescente do Poder Sobre Outros, e também dentro da população escravizada por ele.
Visto que esses Dracs ascenderam, eles podem criar qualquer forma necessária para se infiltrar nos segmentos "domine, ou seja dominado" remanescentes nas sociedades da Terra.
Esses "dominadores" e os "dominados" estão travados em combate mortal por milênios e têm negociado posições em muitas encarnações.
Uma vez que foram os dominadores, eles devem assumir uma vida como o dominado para experimentar o retorno de seu campo de energia.
Se o dominado é incapaz de encontrar seu poder interior, ele passa a ter medo novamente.
Se ele morre em medo, ele retorna para o loop de dominado ou dominador.
Em outras palavras, eles precisam encontrar seu Poder Dentro enquanto estão encarnados num corpo terreno.
É aí que os Dracs ascendidos podem ser uma poderosa influência para os humanos de Gaia que estão presos na velha história da sobrevivência.
Como vocês sabem, tal como muitos de vocês são descendentes diretos dos Pleiadianos, Sirianos e/ou Arcturianos, muitos dos escuros que permanecem no poder são descendentes diretos dos Draconianos.
Muitos dos descendentes Draconianos estão prontos para procurar a luz, mas eles não sabem como.
Quem pode melhor ajudá-los do que semelhantes Draconianos que encontraram seu Poder Dentro?
Além disso, quem pode melhor curar as vítimas do Domínio Draconiano do que os próprios Dracs?
Ninguém sabe que estes Dracs são diferentes daqueles que o dominam.
Assim eles pensam que já que os perpetradores podem mudar então eles, as vítimas, podem mudar também.
E também, se os Dracs ascendidos puderem convencer seus parceiros humanos que controlam a mídia a falar a verdade, as massas terão uma oportunidade de educação.
Muitas pessoas foram doutrinadas para acreditar que o noticiário da mídia é a verdade e não querem confrontar o fato de que ele é principalmente propaganda.
Há muitos Dracs em disfarce humano, como há muitos Pleiadianos, Sirianos e Arcturianos usando uma forma humana.
Mas nós queremos que todos os humanos sejam livres para revelar sua linhagem como uma centelha de seu EU Multidimensional com quem eles se fundiram.
Os Draconianos já foram seres poderosos antes de decaírem para a terceira dimensão e terem o faro de domínio que os levou de volta à sua natureza animal.
Queridos membros da Terra de Gaia, antes de encerrarmos nossa mensagem, pedimos que vocês SINTAM nossa presença dentro de seu vaso terreno.
Sintam nossa presença entrando profundamente em seu Coração/Mente.
Podem sentir como nossa informação parece um pouco diferente quando ela está centrada neste centro de comunicação?
Sintam como nossa conexão com vocês está subindo do seu Coração/Mente para seu Cérebro/Mente para ativar seu Terceiro Olho.
Agora, permitam que seu Terceiro Olho nos perceba dentro de vocês como o amor incondicional da pura Consciência de Unidade.
Enquanto os Dracs abrem o caminho por ajudar as vítimas e os perpetradores, nós, seus Parceiros Galácticos, seremos capazes de aparecer para vocês desta maneira, que é mais vívida do que vocês já experimentaram.
Claro, podíamos sempre ter comungado com vocês desta forma, mas colocaria os nossos em ascensão num padrão de energia que tornaria muito difícil permanecer em seu vaso terreno.
Sua forma física é a sua mais profunda conexão à Gaia e, portanto, ao processo de Ascensão Planetária.
A calibração dos que estão ascendendo com o corpo de Gaia é vital para criar a entidade da Nova Terra.
Claro, todas as realidades possíveis já estão criadas dentro do seu AGORA pentadimensional.
Entretanto, vocês precisam abrir um portal, um corredor, para essa realidade que já existe.
Esse Corredor é mais bem criado com sua consciência, pois sua consciência é um componente de seu vaso terreno que pode transmutar melhor sua realidade enquanto vocês passam pelo processo de ascensão.
O que queremos dizer com esse comentário é que somente sua Consciência Multidimensional tem a capacidade de criar a frequência superior de realidade enquanto simultaneamente puxa sua forma para essa realidade superior.
Além disso, vocês não estarão sozinhos durante a jornada, pois vocês têm a grande massa do corpo de Gaia e a Consciência de Unidade dos outros humanos em ascensão.
Vocês, os Abridores de Portal, estão criando a passagem da sua realidade física para o nosso Corredor Arcturiano.
Todos vocês estão totalmente dedicados à sua Missão de Ascensão Pessoal e Planetária.
Assim, vocês são capazes de liberar sua forma física para "morrer" para seu mundo físico e instantaneamente "renascer" na já existente Nova Terra.
Aqueles que liberam seu vaso terreno desta maneira irão antes para preparar a Nova Terra para mais habitantes.
Alguns de vocês mudarão para planos superiores porque sua Missão foi concluída.
Estes membros de nossa equipe de ascensão assumem formas para servir como "foguetes impulsionadores" para abrir os primeiros Portais.
Quanto eles tiverem concluído sua Missão eles se mudarão para a realidade que satisfaz seu Coração/Mente.
Por outro lado, há aqueles de vocês que vieram para amar profundamente sua Mãe Gaia.
Vocês se voluntariaram para permanecer com ela durante toda a Ascensão Planetária e também durante o processo em que a Nova Terra é criada.
Mas, simultaneamente à sua criação da Nova Terra, a Nova Terra sempre existiu.
Tal como vocês esqueceram e perderam o contato com seu EU Multidimensional, com Gaia foi igual.
Da mesma maneira que sua forma humana tem muitas expressões do seu EU Multidimensional, Gaia tem incontáveis expressões do Seu EU Planetário.
Portanto, enquanto vocês se conectam às suas Expressões Superiores do EU, vocês assistem Gaia a se conectar à Sua Expressão superior Planetária.
Além disso, enquanto vocês assistem Gaia, Gaia está assistindo vocês.
Enquanto vocês estão reconectando sua consciência individualizada com a sua multidimensional dos Galácticos, Celestiais, Mestres Ascendidos e Elohim, Gaia está Se conectando com Suas inúmeras expressões de sua Estrela, Sistema Solar, Galáxia e Universo.
Vocês não estão criando essas expressões superiores pessoais e planetárias, pois elas existem infinitamente dentro do AGORA do UM.
Vocês estão reconectando sua consciência na imensa vastidão da sua pura natureza multidimensional.
Como vocês sabem, cada nascimento deve ser precedido de uma morte, tal como a morte da bolsa amniótica, que precede sua primeira respiração fora do útero.
A morte que vocês devem aceitar é a perda das necessidades não preenchidas que vocês acreditam que devem preencher antes de poder se focalizar em sua ascensão.
Suas necessidades pessoais não preenchidas são extremamente pequenas em comparação com a Mudança Universal para as expressões superiores do Ser.
E também, essas necessidades não preenchidas os distraem de sua Missão de ser seu EU Multidimensional e os prendem a uma realidade que está acabando.
Assim, vocês estão se negando a entrada para uma realidade que está começando.
Claro, vocês podem criar essas necessidades enquanto estão mudando para reinos superiores.
Porém sua escolha de prestar atenção ao seu ego ferido ao invés de transmutar seu planeta baixará sua ressonância a uma frequência que não pode perceber os portais para a Nova Terra.
Para liberar essas antigas "necessidades", vocês têm que se conscientizar de que VOCÊS são MUITO importantes!
Como acabamos de declarar, há muitos que ainda não são capazes de participar da Ascensão Planetária de forma alguma.
Pior ainda, há ainda aqueles humanos em seu planeta que estão trabalhando contra a Ascensão Planetária.
Esses perdidos se perderam em suas pequenas mentes e corações menores ainda.
Então, eles somente podem pensar que o desejo de controlar uma realidade que é de uma ressonância muito baixa é mais importante do que retornar a uma realidade baseada no amor incondicional.
Esses perdidos estão totalmente inconscientes de que para manter sua sensação de controle e poder sobre outros, eles estão negando sua capacidade de experimentar amor incondicional, felicidade e alegria.
Da mesma maneira, aqueles que limitam seu poderoso Coração/Mente aos desejos de posses tridimensionais, fama e riqueza estão restringindo sua realidade a uma mera especificação do próprio EU que pode prover todas as suas necessidades num piscar do AGORA.
O poder multidimensional das suas expressões superiores do EU podem facilmente replicar aquilo que vocês ligaram à sua consciência com o seu amor incondicional.
Entretanto, tudo que ressoa a uma frequência abaixo da frequência do amor incondicional é melhor que seja liberado para que vocês possam se libertar de seus apegos à sua realidade física.
Uma vez libertos das ilusões do mundo tri/tetradimensional, vocês podem ligar sua consciência ao processo de Ascensão Planetária em andamento.
Em outras palavras, nós pedimos que as necessidades do seu eu pessoal fiquem atrás das necessidades do seu EU Planetário.
Seu EU Planetário vive na Consciência de Unidade com todos aqueles que escolheram esse compromisso e que estão focalizando sua atenção no amor incondicional e na alegria de criar a Nova Terra.
Nós, membros da Federação Galáctica, os cumprimentamos por sua grande coragem e sacrifício.
Nós estamos infinitamente com vocês estejam em sua missão física mais mundana ou estejam nos visitando aqui na Nave Mãe.
Bênçãos a cada UM e a todos vocês,Os Arcturianos e os membros da Federação Galáctica



Fonte: http://suzanneliephd.blogspot.com/Tradução: Blog SINTESE http://blogsintese.blogspot.com/Respeite os créditos

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Sonda Cassini descobre uma versão em miniatura do Rio Nilo, em Titã, uma das luas de Saturno


Cientistas da missão Cassini da NASA descobriram o que parece ser uma miniatura extraterrestre do Rio Nilo, na lua Titã de Saturno.  Este corpo líquido se estende por mais de 400 km desde sua cabeceira até o grande mar que desemboca.  É a primeira vez que imagens revelaram um sistema de rios deste tamanho fora da Terra.O cientistas deduzem que o rio, o qual fica na região do polo norte de Titã, é repleto de hidrocarbonetos líquidos, devido à sua aparência escura por toda sua extensão.Embora haja algumas curvas curtas, a relativa retidão do vale do rio sugere que ele siga o traçado de pelo menos uma falha geológica, similar a outros grandes rios que fluem na margem sul deste mesmo mar de Titã“, disse Jani Radebaugh, membro associada da equipe de radar do Projeto Cassini, na Brigham Young University, Provo, Utah.  “Tais falhas – fraturas no leito rochoso de Titã – podem não significar a presença de tectônica de chapas, como na Terra, mas ainda levam às abertura de bacias, e talvez a formação dos próprios mares gigantescos.Por enquanto, Titã é o único outro mundo que conhecemos com líquido estável em sua superfície.  Enquanto os sistemas hidrológicos da Terra são compostos de água, em Titã os elementos são hidrocarbonetos, tais como etano e metano.A imagem de radar foi obtida em 26 de setembro de 2012, mostra rio que flui até o mar chamado de Ligeia Mare, que em termos de tamanho está entre o Mar Cáspio e o Mediterrâneo na Terra.n3m3Fonte: www.nasa.govColaboração: Pingo มวยไทย

http://ovnihoje.com

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

5 motivos pelos quais devemos estar em um multiverso



A teoria do multiverso prega que o universo em que vivemos não é o único que existe. Na verdade, nosso universo pode ser apenas um entre um número infinito de universos que compõem um “multiverso”.

Sei o que você está pensando: “aham, claro”. Embora a ideia realmente soe como algo saído da mais barata ficção científica, há uma física bastante razoável por trás dela.
Mais: não há apenas uma teoria que chega a um multiverso: diversas teses físicas independentes apontam para tal conclusão. Na verdade, alguns especialistas acreditam que é mais provável que existam universos ocultos, do que o contrário.
Confira as cinco teorias científicas mais plausíveis que sugerem que vivemos em um multiverso:
1 – UNIVERSOS INFINITOSOs cientistas não podem ter certeza sobre a forma do espaço-tempo, mas mais provavelmente, ela é plana (em oposição à esférica) e estende-se infinitamente. Se o espaço-tempo dura para sempre, então deve começar a se repetir em algum ponto, porque há um número finito de formas com as quais as partículas podem ser organizadas no espaço e no tempo.
Então, se você olhar longe o suficiente, encontrará uma outra versão de você – na verdade, versões infinitas de você. Alguns desses “gêmeos” estarão fazendo exatamente o que você está fazendo agora, enquanto outros estarão com uma roupa diferente esta manhã, e outros ainda terão carreiras e escolhas de vida totalmente diferentes.
Como o universo observável se estende apenas até onde a luz teve a chance de chegar nos 13,7 bilhões de anos desde o Big Bang (que seria 13,7 bilhões de anos-luz), o espaço-tempo além dessa distância pode ser considerado o seu próprio universo, separado do nosso. Deste modo, uma multiplicidade de universos deve existir, uns ao lado dos outros, em uma manta de retalhos gigante de universos.
2 – INFLAÇÃO ETERNAAlém dos múltiplos universos criados por estender infinitamente o espaço-tempo, outros universos podem surgir a partir de uma teoria chamada “inflação eterna“. A inflação é a noção de que o universo se expandiu rapidamente após o Big Bang, inflando como um balão. Inflação eterna, proposta pela primeira vez pelo cosmólogo Alexander Vilenkin da Universidade Tufts, sugere que alguns bolsões no espaço pararam de inflar, enquanto outras regiões continuam a inflar, dando assim origem a muitos universos isolados em “bolhas”.
Assim, o nosso próprio universo, onde a inflação já acabou, permitindo que estrelas e galáxias se formassem, é uma pequena bolha em um vasto mar de bolhas no espaço, algumas das quais ainda estão inflando. E em alguns desses universos bolhas, as leis e constantes fundamentais da física podem ser totalmente diferentes do que são no nosso, tornando-os muito estranhos para nós.
3 – UNIVERSOS PARALELOSOutra ideia de multiverso que surge da teoria das cordas é a noção de universos paralelos que pairam fora do alcance do nosso, proposta por Paul Steinhardt da Universidade de Princeton (EUA) e Neil Turok do Instituto de Física Teórica em Ontário, Canadá. Vem da possibilidade de muito mais dimensões existirem em nosso mundo, além das três de espaço e uma de tempo que nós conhecemos. Ou seja, mais do que nosso próprio mundo tridimensional, outros espaços tridimensionais podem flutuar num espaço de dimensão superior.
O físico Brian Greene da Universidade de Columbia (EUA) descreve a ideia como a noção de que “o nosso universo é apenas um dos potencialmente numerosos mundos flutuantes em um espaço de dimensão mais elevada, bem como uma fatia de pão dentro de um grandioso pão cósmico”.
Uma variação desta teoria sugere que esses universos não são sempre paralelos e fora de alcance. Às vezes, eles podem bater um no outro, causando repetidos Big Bangs que redefinem os universos novamente.
4 – UNIVERSOS FILHOSA teoria da mecânica quântica, que reina sobre o pequeno mundo das partículas subatômicas, sugere uma outra maneira na qual múltiplos universos podem surgir. A mecânica quântica descreve o mundo em termos de probabilidades, em vez de resultados definitivos. E a matemática desta teoria sugere que todos os resultados possíveis de uma situação realmente ocorrem – em seus próprios universos separados. Por exemplo, se você chegar a uma encruzilhada onde você pode ir para a direita ou para a esquerda, o universo atual dá origem a dois universos “filhos”: um em que você vai para a direita, e outro no qual você vai para a esquerda. “E, em cada universo, há uma cópia sua assistindo um ou outro resultado, pensando – incorretamente – que a sua realidade é a única realidade”, diz Greene.
5 – UNIVERSOS MATEMÁTICOSOs cientistas têm debatido se a matemática é simplesmente uma ferramenta útil para descrever o universo, ou se a matemática em si é a realidade fundamental – nesse caso, nossas observações do universo são apenas percepções imperfeitas de sua verdadeira natureza matemática.
Se este for realmente o caso, então talvez a estrutura matemática específica que compõe o nosso universo não é sua única opção. De fato, todas as possíveis estruturas matemáticas existem como seus próprios universos separados.
“A estrutura matemática é algo que você pode descrever de uma maneira que é completamente independente da bagagem humana”, disse Max Tegmark, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (EUA), que propôs esta ideia. “Eu realmente acredito que existe um universo lá fora que pode existir independentemente de mim, e que iria continuar a existir mesmo se não houvesse seres humanos”.[LiveScience] Bônus: como provar que o multiverso existe
A presença de um “multiverso”, ou seja, vários universos desconectados pode ser possível para explicar a quantidade enorme de energia escura que o nosso universo tem – um assunto polêmico que intriga cientistas do mundo (ou mundos) todo há tempos.
Cerca de 74% do universo parece ser feito de energia escura. Outros 22% parecem ser matéria escura, uma misteriosa forma de matéria que só podemos detectar observando sua força gravitacional. No fim, apenas 4% do nosso universo é composto por coisas que podemos ver e tocar; a matéria comum. Por que essa desigualdade?
Nenhuma outra teoria existente sobre o nosso universo consegue explicar tal fenômeno. Com a teoria do multiverso, essa quantidade de energia não só se torna explicável, como é inevitável.
Outros fenômenos, como a radiação cósmica de fundo e a expansão do universo, também levam a crer na existência de vários universos.
O problema é que ainda não temos como provar que estamos em um multiverso. Se daqui é difícil até encontrar outros planetas, quem diria um inteiro outro universo!
Para calcular como encontrar esse multiverso e como medi-lo, precisamos investir em probabilidades, tentar “chutar” quais serão as características principais dele (como a quantidade de energia escura que ele teria). Para calcular essas probabilidades, é preciso uma medida – uma ferramenta matemática que ajuda na definição dessas probabilidades.Mas encontrar essa medida quando o assunto é o multiverso é muito difícil. Seria como comparar infinitos. “Qual infinito é maior?” parece uma pergunta sem noção.
Nosso universo surgiu do Big Bang, provavelmente um choque entre um universo e outro, e há uma variedade de universos que pode ser produzida dessa forma. Poderíamos usar essas medidas para calcular as probabilidades. Mas aplicar isso na prática é outra história. O problema é que, pra funcionar mesmo, esses cálculos precisariam da quantidade inicial de vácuo no universo – e isso ainda é um mistério.
Segundo o famoso físico Stephen Hawking, uma outra forma de verificar o multiverso seria buscar características na radiação de fundo de micro-ondas que indicassem a colisão de outro universo com o nosso num passado distante.
A radiação cósmica de fundo (CMB, na sigla em inglês) que aparece no universo na frequência mais alta possível de micro-ondas deixa marcas no espaço-tempo. Segundo a teoria dos vários universos, essas marcas foram deixadas após a colisão dos vários universos ao longo de suas existências. Nosso próprio universo, portanto, poderia já ter colidido com um ou mais “vizinhos”.
Para que se possa entender esse mecanismo, os cientistas britânicos fizeram uma comparação com bolhas de sabão. Imagine que cada bolha de sabão é um universo, com suas próprias leis físicas de espaço-tempo. Quando duas bolhas de sabão encostam uma na outra, a área em que elas se tocam torna-se circular. Da mesma maneira, quando dois universos colidem, a radiação CMB resultante do choque também toma forma circular. Essa radiação circular, dessa forma, seria um sinal claro de que dois universos colidiram naquele ponto.
De fato, já foi possível observar a incidência de CMB circulares em certas áreas do espaço, que foram marcadas como indicativos dessa teoria. Não se conseguiu, entretanto, definir um padrão para o aparecimento dessas CMB, que continuam parecendo aleatórias.
O que se buscará a partir de agora, portanto, é ordenar as observações para fortalecer essa teoria. Um satélite da Agência Europeia Espacial, chamado Planck, está no espaço desde 2009, e em 2013 deverá ter respostas mais detalhadas sobre a nova teoria.

Por Natasha Romanzoti em 10.12.2012 as 17:00

http://hypescience.com
Ocorreu um erro neste gadget

LIKE-FACEBOOK

VISITORS

free counters

solar terrestrial data